8 de nov de 2013

UNIVERSO DA VIDA

Já via - me,
assim,
tão cheio
de certezas.
Ingenuidade!
Sou cada
vez mais
dependente
das minhas dúvidas,
da minha
incapacidade
de entender
as coisas.
Jogo fora
o orgulho,
jogo fora
a prepotência,
a soberba.
Visto – me
de novas virtudes,
desnudo - me,
talvez..., experiências.
Paciência!
Humildade.
Descubro – me,
assim,
pequeno,
um bóson,
nada mais
que uma partícula de deus,
vagando
no universo da vida.


RICARDO MONCORVO TONET
06/11/2013