21 de nov de 2013

Sabedoria para a vida

"... a coragem para dizer aquilo que ele sempre soubera: que os saberes, frequentemente, são as sepulturas da sabedoria. Sabedoria não é aquilo que se obtém pela adição de saberes. O sábio que escreveu o Tao-Te-Ching, há séculos, já tinha percebido isso: "Os que tem saber não são os sábios não têm saber". 

As universidades estão cheias de eruditos tolos. Por outro lado, conheço pessoas sem diploma que são sábias.

A diferença entre elas?

As pessoas que têm saberes, cientistas e similares, têm o conhecimento do mundo e têm o poder de agir sobre ele, porque saber é poder. São muito importantes. Para se cozinhar é preciso que exista a ciência dos fogos, dos utensílios, dos ingredientes, das panelas.

Os conhecimentos nos dão meios para viver.

A sabedoria nos dá razões para viver.

Sábias são as pessoas que sabem viver. Tolo é aquele que, tendo defendido tese sobre barcos e mapas, não sonha com horizontes, não planeja viagens, não imagina portos. Anda sempre em terra firme por medo de naufrágio.


Por acaso peguei esse livro para reler e abri nesse trecho, achei espetacular e é interessante como a maturidade me leva nesse sentido..., estou aprendendo a ter sabedoria..., sabedoria para viver!

Parte do livro: 
VARIAÇÕES SOBRE O PRAZER
RUBEM ALVES
EDITORA PLANETA
Pg 69.