4 de ago de 2013

Dualidade

Algumas vezes
vejo-me assim,
cinza,
nublado,
caminhando
sobre um forte
nevoeiro!










Outras vezes,
vejo-me assim,
luz,
ensolarado
mergulhando
no infinito
num mar
de felicidade!