22 de jun de 2013

Um Brasil, diferente!

    
     O Brasil é um país único! De dimensões continentais, mostra a suas diferenças na paisagem, com praias, chapadas, pantanal, campos e montanhas, em ecossistemas os mais variados: Mata Atlântica, Caatinga, Cerrado, Floresta Amazônica. O que falar da cultura capoeira, samba, frevo, congada! E comidas para todos os gostos: feijoada, macarronada, churrasco!
    E nessa diversidade encontramos um povo formado por brancos, negros e índios, que receberam de braços abertos pessoas de todo o mundo: japoneses, italianos, alemães, holandeses, coreanos..., com reflexos diretos na formação de nossas cidades e de nossa identidade.
    A convivência harmoniosa dessa multiplicidade sempre foi vista pelo mundo como uma vantagem e um ponto positivo para o Brasil. Essa brasilidade multicultural e multirracial sempre foi nosso conteúdo de maior valor.
    Temos visto nesses últimos dias uma insatisfação de boa parte da população brasileira com manifestações por todo o país. Manifestações essas, que quando pacíficas, são legítimas e mostram que o povo cansou de pagar impostos e não ver bons serviços, cansou da corrupção, cansou da impunidade e quer mudanças!
   Mas, uma coisa tem chamada minha atenção nas redes sociais. Uma perigosa polarização entre àqueles que se põem mais a direita e àqueles que se põem mais a esquerda.
  A agressividade, o estado da mais pura falta respeito ao próximo podem ser vistos e lidos a todo o momento.
   Tais fatos já ocorreram em diferentes localidades nas eleições municipais, vem sendo quase que constantes nos grupos de discussões nas redes sociais e ultimamente extrapolam o limite do razoável.
  Outro dia li numa rede social que uma pessoa estava excluindo de seu grupo de amigos nove pessoas (alguns amigos de muitos anos da faculdade!) simplesmente porque não comungava da mesma opinião política que ele!
   As diferenças existem, faz parte da democracia! Uns preferem o vermelho, outros a onda azul..., mas somos todos brasileiros, somos todos verdes e amarelos e as diferenças devem ficar apenas nas convicções ideológicas e tudo deve ser tratado no diálogo e no voto!
   Sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor! Espero continuar tendo orgulho de ser brasileiro, vivendo num país onde, antes de tudo, impere o respeito às diferenças! Paz e Bem!

Ricardo Moncorvo Tonet
21/06/2013